Jesus e o ladrão – Um arrependimento de última hora

Tempo de leitura: 6 minutos

Jesus e o ladrão da cruz

Jesus e o ladrão arrependido

No tema de hoje, iremos falar sobre a conversa entre Jesus e o ladrão arrependido. Depois de ter sido julgado injustamente e condenado, Jesus segue rumo ao gólgota ( ou caveira ) para ser crucificado. Uma grande multidão formada por autoridades, soldados e povo comum, presenciou a cena. Havia três cruzes no Calvário, e na cruz central estava um Homem especial, o Senhor Jesus Cristo. Ao que parece, a multidão não estava muito preocupada com os outros dois criminosos. É certo, eles haviam cometido delitos e mereciam pagar o preço de seus crimes. As atenções, no entanto, estavam voltadas ao homem Jesus, na cruz do centro.

Por favor, antes de continuar sua leitura, responda esta pergunta: você também sente insegurança ao pregar a palavra de Deus, por não compreender muito bem a bíblia? Que tal adquirir conhecimento bíblico e teológico e desenvolver sua capacidade de abordar qualquer tema da bíblia, estudando Teologia no conforto de sua casa e livre de mensalidades? Se está precisando se preparar mais, clique aqui para conhecer nossa proposta.

Vamos nos concentrar na atitude de um dos ladrões, o que abriu o coração, admitiu os erros e se arrependeu. No evangelho de lucas lemos: “E um dos malfeitores que estavam pendurados blasfemava dele, dizendo: Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós. Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez. E disse a Jesus: Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso“. Lucas 23:39-43

Cada um dos malfeitores representa um tipo de pessoa

Uma coisa há em comum entre os dois ladrões; ambos tinha cometido delito e estavam sendo crucificados, podemos dizer que cada um dos malfeitores representa um tipo de pessoa. Então, temos a cruz do ladrão de coração duro, e a cruz do ladrão arrependido. Os dois, estando sob igual condenação, tiveram a mesma oportunidade, aliás, a maior oportunidade de suas vidas. Nunca estiveram tão perto da salvação.

O ladrão de coração duro

Nos seus últimos momentos de vida, este malfeitor teve a chance de ter um encontro com Jesus, de mudar sua vida mesmo nos últimos segundos. A parte mais triste da história deste ladrão, é que ele se perdeu, tendo a salvação ao alcance de suas mãos, bem ao seu lado. Tão perto de Jesus e da Salvação, mas ainda assim, totalmente perdido. Ao invés de aproveitar sua última chance, preferiu se juntar aos escarnecedores, pondo Jesus à prova. E dizia: “Se tu és o Cristo, salva-te a ti mesmo, e a nós”. Provavelmente estava tomado de raiva, ódio e com o coração petrificado. A única coisa que o impediu de ser salvo foi ele mesmo. Para se achegar a Jesus é preciso abrir o coração sem nenhum questionamento.

Este ladrão representa todos os que buscam alcançar sua salvação por esforços pessoais. Todos os que rejeitam a salvação. Nesta cruz estão aqueles que como as autoridades, dizem: “Salvou aos outros; que se salve a si mesmo, se é, de fato, Cristo de Deus, o escolhido”. Representa todos os que, como o soldado, dizem: “Se tu és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo.” Na cruz da Rejeição estão aqueles que como o ladrão, dizem: “Não és tu o Cristo? Salva-te a ti mesmo e a nós também.”  Todos aqueles que buscam a salvação pelos seus próprios esforços, estão nesta cruz, e este ladrão os representa perfeitamente.

Veja também:

  •  Formação em teologia à distância (clique aqui)
  •  Kit curso pregador – como preparar sermões (clique aqui)
  •  Preparação de Obreiros, Diáconos e Presbíteros (clique aqui)
  •  Formação de Professores e Líderes para EBD (clique aqui)
  •  Formação de Professores e Líderes Ministério Infantil (clique aqui)
  •  A prenda a memorizar a bíblia facilmente (clique aqui)

O ladrão arrependido

Este foi bem-aventurado, pois, recebeu a salvação eterna numa situação em que não se podia ter mais esperança. Mas ele creu. Não sabemos o quão doloroso é estar sobre uma cruz para ser morto. Não sabemos o quanto este ladrão sofreu, mas sabemos que tivera um final feliz. Ele tinha consciência de que estava ali porque merecia, e provavelmente cometeu vários crimes durante toda sua vida. Mas o seu diferencial foi que ele se arrependeu, abriu seu coração para Jesus e confessou o seu pecado. Enquanto aquele escarnecia Jesus, este o repreendia: “Tu nem ainda temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça, porque recebemos o que os nossos feitos mereciam; mas este nenhum mal fez”.

Este representa todos os que diante de Deus se arrependem de seus pecados e abrem o coração para Jesus. Representa todos os que não confiam na justiça própria, mas na justiça de Deus. Representa  os que escolhem a mansidão, os que escolhem andar com Jesus, apesar da cruz. Representa a todos os que dizem: “Senhor, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino”. A estes Jesus dirá: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso“. Em qual lado da cruz você está? Qual dos malfeitores te representa? Lembre-se que em nada somos melhores do que aqueles ladões.

O resultado da conversa entre Jesus e o ladrão 

A curta conversa entre Jesus e o ladrão resultou em salvação eterna. A conversa aconteceu num momento de grande aflição. Todos passamos por momentos de tormenta, de aflições, mas se abrirmos nossos corações para falar com Jesus, ele nos ouvirá. Cada um de nós é colocado hoje numa posição de escolha: ou aceitamos a salvação que nos é oferecida em Cristo ou rejeitamos este oferecimento. Tudo depende de nossa escolha; mas sobre nós repousam as consequências de vida eterna ou perdição. No Calvário havia três cruzes: Uma da Redenção onde Jesus deu Sua vida por nós. Nas outras duas, dois homens lutavam: Um aceitou a salvação, entregando-se a Jesus. Outro rejeitou a Cristo e perdeu a Salvação.

Conclusão

Não importa quão pecadores somos, não importa se carregamos um pesado histórico de crimes cometidos, se abrirmos o coração para Jesus, ele nos ouvirá. As poucas palavras pronunciadas entre Jesus e o ladrão, nos faz perceber que embora soframos as consequências de nossos atos, existe esperança. O amor de Deus é tão grande que mesmo o homem dizendo que o único jeito é a morte, ele nos livra, não da cruz, mas na cruz.

Se você precisa se desenvolver mais no estudo da Palavra, e ter a capacidade de falar de qualquer tema da bíblia sem nenhum problema; se você deseja levar seu conhecimento ao próximo nível, estudando no conforto de sua casa, então saiba como garantir sua vaga no curso Formação em Teologia sem mensalidadesClique aqui para saber!

Comments

comments